O COMPANHEIRO

Na inclusão e prevenção desde 1987

O Companheiro - Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS) é uma comunidade de inserção, sem fins lucrativos e de utilidade pública, que intervém a nível psico-sócio-profissional: acolhimento, inserção orientação, acompanhamento e gestão de soluções dinâmicas e únicas, focadas na necessidade da pessoa.

Inclusão

Definir e implementar um conjunto de soluções que visam a inclusão psico-sócio-profissional de pessoas que têm ou tiveram problemas com a justiça e suas famílias.

Mudança comportamental

Capacitar na gestão de processos de mudança comportamental numa maior adequação à vivência social.

Autonomia

Desenvolver e implementar atividades ocupacionais e laborais, promovendo a integração da população reclusa e ex-reclusa no mercado de trabalho.

Recursos

Disponibilizar e gerir recursos que permitam a esta população ultrapassar dificuldades ao nível da subsistência: alimentação, residência, higiene, saúde, ocupação laboral e formação escolar.

Como tudo começou

O Companheiro surgiu pela mão do Padre Dâmaso que, na sequência de visitas a prisões, percebeu que a população reclusa não tinha quaisquer apoios após o cumprimento da pena, sendo assim muito difícil a sua reintegração na sociedade, principalmente em casos de rutura familiar, afetiva e social. Aliás, os indivíduos tinham mais apoio durante o cumprimento da pena, e esse apoio terminava abruptamente uma vez fora dos estabelecimentos prisionais.

A Declaração Universal dos Direitos do Homem enuncia que todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e direito. Dotados de razão e consciência, devendo agir uns para com os outros em espírito de fraternidade. No entanto, tal não acontece. A fraternidade e solidariedade são valores que parecem terem entrado em colapso numa sociedade sem espaço para quem sobrevive nas assimetrias de uma vida tida como normal.

É por isso que a missiva d'O Companheiro é “Para Que Não Haja Homem Excluído Pelo Homem”. Desenvolvemos, desde 1987, um trabalho pluridisciplinar durante e no pós reclusão.

Órgãos Sociais

Mesa da Assembleia Geral

Presidente: Dulce Semedo

Vice-presidente: Helena Baron

Secretária: Zélia Torres

Direção

Presidente: João Marques de Almeida

Vice-Presidente e Diretor executivo: José Brites (j.brites@companheiro.org)

Secretário: Rui Mendes

Conselho Fiscal

Presidente: Luís Rolo

Vice-presidente: João Baeta

Vogal: Verónica Leirião

 

Documentos

Demonstrações financeiras

Livro de Reclamações

Missão

Para que não haja Homem excluído pelo Homem

Visão

O Companheiro, Ipss. – Promove estilos de vida normativos, formação e residência, implementando a cidadania nas pessoas ex-reclusa, reclusa e famílias.

  • Desmistificar preconceitos condicionantes a uma adequada inclusão da pessoa ex-reclusa e reclusa;
  • Implementar que pessoa ex-reclusa e reclusa retomem os laços familiares;
  • Enquadrar a pessoa ex-reclusa no contexto sócio-profissional;
  • Prevenir a reincidência criminal.

Valores

Humanização - Respeito pela dignidade individual e a preservação de direitos fundamentais, dos quais se destaca o valor da pessoa.

Devir – Promover a mudança através da afirmação ativa e da força criativa gerando modificações positivas.

Responsabilidade social - Promover a cidadania individual e coletiva visando o espirito de solidariedade, equidade e de justiça entre as pessoas.